POMBAL

POMBAL
BANDEIRA DA CIDADE DE POMBAL

POMBAL

POMBAL
VISTA A PARTIR DO CASTELO DE POMBAL DO LADO NOROESTE DA CIADE.

UM POUCO DA MINHA TERRA

UM POUCO DA MINHA TERRA
Vista da parte Oeste da cidade com a Zona Industrial ao fundo

UM POUCO DA MINHA TERRA - (POMBAL)

UM POUCO DA MINHA TERRA  - (POMBAL)
Vista aérea da parte Sul de Pombal.

UM POUCO DA MINHA TERRA. (POMBAL)

UM POUCO DA MINHA TERRA. (POMBAL)
Vista aérea da parte centro-este de Pombal

UM POUCO DA MINHA TERRA. (Pombal)

UM POUCO DA MINHA  TERRA. (Pombal)
Museu Marquês de Pombal (Antiga Cadeia)

UM POUCO DA MINHA TERRA (POMBAL)

UM POUCO DA MINHA TERRA (POMBAL)
Pombal shopping

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

SONETO



(Castelo de Pombal)
SONETO


A fermosura desta  fresca serra
E a sombra dos verdes castanheiros,
O manso caminhar destes ribeiros,
D'onde toda a tristeza se desterra;


O rouco som do mar, e a estranha serra,
O esconder do sol pelos outeiros,
O recolher dos gados derradeiros,
Das nuvens pelo ar a branda guerra;


Enfim, tudo o que a rara natureza
Com tanta variedade of 'rece, 
Me está, se não te vejo, magoando.


Sem ti, tudo me enjoa e aborrece;
Sem ti, perpétuamente estou passando
Nas mores alegrias mor tristeza.


(Camões)